Editorial 10 de outubro de 2017

Companheiros, ao mesmo tempo em que a tropa de choque do governo se articula para barrar a segunda denúncia contra o presidente Temer, os mesmos incansáveis capachos do capital se movimentam para tentar mais um golpe contra o povo e tentar votar a criminosa reforma da Previdência. Assim como foi feito com a reforma trabalhista, os parlamentares traíras obedecem cegamente às ordens superiores, para na base do custe o que custar, votar a retirada de direitos que deixarão milhões de brasileiros longe do tão sonhado direito à aposentadoria. Felizmente, sabemos que desta vez o buraco será bem mais embaixo e, muito provavelmente, a má intenção dos traíras fique apenas na vontade de destruir mais um pouco do que foi construído com muito sacrifício e contribuição pelo povo brasileiro. No entanto, como seguro morreu de velho, não podemos baixar a guarda e nos descuidar, porque deste congresso podemos esperar tudo. Principalmente, no que se refere a acordos realizados na calada da noite, que resultam em verdadeiras tragédias para a classe operária, como foi a reforma trabalhista. Por isso, companheiros, os trabalhadores brasileiros precisam estar mobilizados e conscientes de que se os parlamentares da tropa de choque tiverem a cara de pau e a ousadia de nos afrontar colocando em votação este frankstein da reforma da Previdência a porca vai ter que torcer o rabo. Até porque, teremos que agir rápido e energicamente para barrar essa insensatez, para que mais uma estupidez não se repita em tão pouco tempo, desgraçando, ainda mais, a vida do trabalhador brasileiro que não pode e não será humilhado por estes vendilhões que estão de joelhos para os donos do capital. Pensem nisso e tenham um bom dia.

*Eusébio Pinto Neto – presidente da Fenepospetro 

 

porn Porn