Editorial 24 de agosto de 2017

Companheiros, lamentavelmente, o governo Temer, que está mais perdido que cachorro em dia de mudança, partiu para o desespero ao decidir leiloar o patrimônio do Brasil e detonar a temporada de liquidações no sacolão das privatizações. A toque de caixa e sem nenhum planejamento técnico, o governo anuncia que vai liquidar empresas estratégicas do setor elétrico, aeroportos, rodovias, a Casa da Moeda e se bobear, até a Casa da Mãe Joana vai entrar no rolo das privatizações a preço de banana, e, claro, com o financiamento do BNDES. Já vimos este filme e não faz muito tempo. Os mandrakes da economia sedentos para fazer dinheiro a qualquer custo para tapar parte do rombo que eles próprios ajudaram a produzir, vão fazer tudo o que puder para rifar empresas consideradas patrimônio do povo brasileiro. Uma sangria desatada que certamente, custará muito caro para o país, que em meio à crise econômica, vê o seu parque industrial ser sucateado, jogando no lixo anos preciosos de investimentos no desenvolvimento da nossa indústria nacional. Um verdadeiro suicídio estratégico, que, seguramente, irá atrasar e dificultar o processo de aquecimento da economia e, consequentemente, na diminuição dos níveis alarmantes de desemprego no país. O que este governo impopular está fazendo na prática, é tomar a marmita do trabalhador para financiar o banquete da elite e dos milionários. Um crime contra o Brasil e o povo brasileiro. Pense nisso e tenha um bom dia. 

*Eusébio Pinto Neto – presidente da Fenepospetro

 

porn Porn