Editorial 8 de agosto de 2017

Companheiros, o IBGE divulgou mais uma estatística tenebrosa do número de desempregados no país, que pelos dados oficiais está em 13 milhões e 500 mil trabalhadores, embora saibamos que no Brasil real, este número é ainda mais estarrecedor se somados os números da informalidade e dos desesperançados, àqueles que simplesmente desistiram de procurar trabalho. E para medir este sentimento da população com relação à reforma trabalhista, o Instituto Vox Populi foi a campo e produziu uma pesquisa sobre o que o povo pensa. O resultado, não nos causa nenhuma surpresa. Para 72% dos ouvidos, o desemprego vai aumentar com a nova lei, que tem apenas 3% de confiança da população. Como se pode constatar, o povo não é bobo. E se ele está calado no seu canto, podem ter certeza de que uma resposta à altura está sendo preparada e será dada muito em breve, porque como diz um ditado mineiro: quem quer pegar a galinha não faz xô! Por isso, de todas as pesquisas e estudos feitos até agora, o que podemos tirar como lição é que povo está cansado de ser humilhado e esculachado por esta política econômica criminosa, que destruiu a vida de milhões de brasileiros. E é neste cenário de incertezas, mas carregado de otimismo quanto ao futuro do Brasil e dos trabalhadores brasileiros, que logo mais à tarde, eu estarei em Brasília, numa audiência com o ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira, onde discutiremos entre várias questões, a regulamentação e a valorização da profissão dos frentistas. Um assunto do interesse de mais de 500 mil profissionais que trabalham em postos de combustíveis e lojas de conveniência em todo o país. Por isso temos que andar com fé e seguirmos firmes na luta, porque só quem luta, conquista.  

*Eusébio Pinto Neto – presidente da Fenepospetro

 

porn Porn